2 – O sábado é uma Marca Registrada de Deus

1. O que a Bíblia fala sobre o sábado do sétimo dia?

Gênesis 2:2-3

“E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito.   E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.”

Êxodo 20:8-11

“Lembra-te do dia de sábado, para o santificar.   Seis dias trabalharás e farás toda a tua obra.   Mas o sétimo dia é o sábado do SENHOR, teu Deus; não farás nenhum trabalho, nem tu, nem o teu filho, nem a tua filha, nem o teu servo, nem a tua serva, nem o teu animal, nem o forasteiro das tuas portas para dentro;   porque, em seis dias, fez o SENHOR os céus e a terra, o mar e tudo o que neles há e, ao sétimo dia, descansou; por isso, o SENHOR abençoou o dia de sábado e o santificou.”

Comentário – o sábado do sétimo dia é, em vários textos, chamado de “meus sábados” e se refere a uma instituição divina e eterna, porque tudo o que foi criado por Deus na eternidade deve ser eterno.

2. O sábado do sétimo dia foi abolido?

Malaquias 3:6

“Porque eu o Senhor não mudo, por isso vós, ó filhos de Jacó não sois consumidos.”

Comentário – a resposta é “Não”. Seria ilógica sua abolição, afinal o sábado do sétimo dia significa um carimbo da obra concluída, já realizada, pronta e entregue ao homem.

3. Quais são os sábados cerimoniais?

Colossensses 2:16

“Ninguém, pois, vos julgue por causa de comida e bebida, ou dia de festa, ou lua nova, ou sábados.”

Gálatas 4:10

“Guardais dias, e meses, e tempos, e anos.”

Oséias 2:11

“Farei cessar todo o seu gozo, as suas Festas de Lua Nova, os seus sábados e todas as suas solenidades.”

Comentário – os sábados cerimônias apontavam para o futuro sacrifício do Messias e ocorriam em dias e períodos variados. Eram realizadas grandes festas religiosas e todo o povo era envolvido para manter viva na memória o Messias que deveria vir para oferecer a libertação definitiva do pecado. Lembrando apenas que o sábado do sétimo dia jamais foi substituído pelos sábados cerimoniais. Veja abaixo mais alguns exemplos:

-Levítico 25: 2, 4-5: são dias de festas, serviço religioso, sombra de libertação futura.

-Levítico 26: 34, 35-43: distingue com um “SEUS” que define um descanso em qualquer dos seis dias.

-2 Crônicas 36:21: também se refere a sábados de solenidade de qualquer dia, são “SEUS” sábados.

-Êxodo 13: 5 e 6: descanso como ação de graças ao entrar na terra para onde Deus os estava conduzindo.

4. Saiba quais eram os sete sábados cerimoniais:

  1. 1.     O Primeiro Dia dos Pães Asmos – 15o dia do 1o mês (Lev. 23:6);
  2. 2.     O Sétimo Dia dos Pães Asmos – 21o dia do 1o mês (Lev. 23:8,11);
  3. 3.     Dia de Pentecostes – 6o dia do 3o mês (Lev. 23:24;25);
  4. 4.     Festa das Trombetas – 10o dia do 7o mês (Lev. 23:16,21);
  5. 5.     Dia da Expiação – 10o dia do 7o mês (Lev. 23:29-31);
  6. 6.     Primeiro Dia da Festa do Tabernáculos – 15o dia do 7o mês (Lev. 23:34;35);
  7. 7.     Sétimo Dia da Festa dos Tabernáculos – 22o dia do 7o mês (Lev. 23:36).

 

5. O que representava o ano sabático?

Levítico 25:1-7

“Disse o SENHOR a Moisés, no monte Sinai:   Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando entrardes na terra, que vos dou, então, a terra guardará um sábado ao SENHOR.   Seis anos semearás o teu campo, e seis anos podarás a tua vinha, e colherás os seus frutos.   Porém, no sétimo ano, haverá sábado de descanso solene para a terra, um sábado ao SENHOR; não semearás o teu campo, nem podarás a tua vinha.   O que nascer de si mesmo na tua seara não segarás e as uvas da tua vinha não podada não colherás; ano de descanso solene será para a terra.   Mas os frutos da terra em descanso vos serão por alimento, a ti, e ao teu servo, e à tua serva, e ao teu jornaleiro, e ao estrangeiro que peregrina contigo;   e ao teu gado, e aos animais que estão na tua terra, todo o seu produto será por mantimento.

Comentário – o ano sabático era comemorado após 6 anos de plantio. O objetivo era dar uma descanso para a terra, levar o povo a reconhecer as providências divinas, incentivar a sociabilidade e a educação.

6. Os sábados cerimoniais foram abolidos?

A resposta é “Sim”. Todas as festas eram anúncios da vinda do Messias e se cumpriram na vida de Cristo Jesus. Ninguém continua divulgando a chegada de um evento que já ocorreu.

Resumo:

Existem dois tipos básicos de sábado: o sábado do sétimo dia e os sábados cerimoniais. Os dias de descanso cerimoniais anuais, em conjunto com o festival de ciclo anual, não estavam relacionados aos sábados do sétimo dia ou ao ciclo semanal. Cada um desses outros sábados, ou dias de descanso, tinham uma data fixa para serem celebrados e assim caíam em dias diferentes da semana a cada ano. Eram, portanto, propriamente chamados sábados anuais, em contraste com os sábados semanais. O sábado do sétimo dia continua vigente porque é eterno.

Comente


  1. marcos

    santa ignorancia a lei foi abolida com a ressureição de cristo



  2. Raik

    Olá…

    muito bom o que se fala sobre o sábado pois é a marca de Deus Sinal de Deus! :)



  3. Américo Araújo Lopes

    O sabado é um dia maravilhoso diante da presença do senhor, e um dia em que o Senhor Deus esta mais perto de cada um dos seus filhos para dar-lhe a bença e o perdão dos nossos pecado. E um dia em que dedicamos inteiramente a ele como Senhor mantenedor de tudo e criador e redentor da raça humana. Sabado é dia de sair com amigos e fazer o bem ao próximo, orar pelos enfermos e pelos meus semelhantes.



  4. Fernando Souza

    Uma coisa interessante que descobri guardando o sábado é que neste dia, a minha ksa, a minha igreja, se tornam um pedaço do céu. E este presente maravilhoso só um Deus de Amor poderia nos fornecer através dos séculos.